Horário Segunda-feira
29/07/2024
Terça-feira
30/07/2024
Quarta-feira
31/07/2024
Quinta-feira
01/08/2024
Sexta-feira
02/08/2024
08h30 – 12h00 Arquimedes e Cavalieri
NFP – 03
Matemateca
NFP – 03
Mágicas interativas
BCo – Hall de Exposições
Matemática Marker
NFP – 02
Museu da matemática
BCo – Hall de Exposições
Trigonovan
NFP – Saguão
Arquimedes e Cavalieri
NFP – 03
Clube da matemática
NFP – 01
Matemateca
NFP – 03
Mágicas interativas
BCo – Hall de Exposições
Matemática Marker
NFP – 02
Museu da matemática
BCo – Hall de Exposições
Trigonovan
NFP – Saguão
Arquimedes e Cavalieri
NFP – 03
Clube da matemática
NFP – 01
Matemateca
NFP – 03
Mágicas interativas
BCo – Hall de Exposições
Museu da matemática
BCo – Hall de Exposições
Abáco dos inteiros
NFP – 04
Arquimedes e Cavalieri
NFP – 03
Clube da matemática
NFP – 01
Matemateca
NFP – 03
Mágicas interativas
BCo – Hall de Exposições
Abáco dos inteiros
NFP – 04
Arquimedes e Cavalieri
NFP – 03
Clube da matemática
NFP – 01
Matemateca
NFP – 03
Mágicas interativas
BCo – Hall de Exposições
12h00 – 14h00 Intervalo
14h00 – 18h30 Arquimedes e Cavalieri
NFP – 03
Matemateca
NFP – 03
Mágicas interativas
BCo – Hall de Exposições
Matemática Marker
NFP – 02
Museu da matemática
BCo – Hall de Exposições
Trigonovan
NFP – Saguão
Arquimedes e Cavalieri
NFP – 03
Clube da matemática
NFP – 01
Matemateca
NFP – 03
Mágicas interativas
BCo – Hall de Exposições
Matemática Marker
NFP – 02
Museu da matemática
BCo – Hall de Exposições
Trigonovan
NFP – Saguão
Atividades livres Abáco dos inteiros
NFP – 04
Arquimedes e Cavalieri
NFP – 03
Clube da matemática
NFP – 01
Matemateca
NFP – 03
Mágicas interativas
BCo – Hall de Exposições
Abáco dos inteiros
NFP – 04
Arquimedes e Cavalieri
NFP – 03
Clube da matemática
NFP – 01
Matemateca
NFP – 03
Mágicas interativas
BCo – Hall de Exposições
16h00 – 18h30
18h00 – 19h00 Observando o céu e matematicando
Observatório

Programação diária

Segunda-feira – 29/07/2024

Horário/LocalArquimedes, Cavalieri e o volume da esfera
Expositor: Rafael de Lima Moreira
Autores: Gutemberg Pinheiro Lima, Rafael de Lima Moreira e Yan Xavier Souza
Instituição: Gutemberg Pinheiro Lima, Rafael de Lima Moreira e Yan Xavier Souza
8h30 – 12h00 e 14h00 – 18h30 NFP – 03Resumo: Na abordagem do Princípio de Cavalieri, foi elaborada uma sequência de atividades para realizar a dedução do volume de uma esfera refletindo-se sobre as ideias de Arquimedes para, assim, determiná-la a partir do volume de uma anticlépsidra. Dessa maneira, todos os estudantes tem a oportunidade de aplicar conceitos teóricos em uma situação prática e envolvente, relacionando diversas tecnologias com a abstração matemática inerente ao estudo dos temas citados. Com uma estrutura de aulas adaptável e utilização de recursos compartilhados, podemos realizar a referida proposta com poucos insumos utilizando apenas uma impressora 3D, sendo possível reutilizar os materiais produzidos em turmas subsequentes. Após uma revisão prévia de tópicos de Geometria, foram desenvolvidos modelos tridimensionais na plataforma Tinkercad para impressão 3D, possibilitando a verificação do Princípio de Cavalieri nos cortes transversais previamente confeccionados. Assim, os estudantes podem comprovar tais relações e suas implicações de maneira prática, assegurando uma aprendizagem significativa, equitativa e dinâmica.
Horário/LocalMatemateca
Expositora: Deborah Raphael
Instituição: Universidade de São Paulo
8h30 – 12h00 e 14h00 – 18h30 NFP – 03Resumo: A Matemateca do IME/USP construiu um grande acervo de “objetos matemáticos” que procura aproximar o público geral da matemática. Em particular, muitas peças expositivas podem ser exploradas no desenvolvimento de conteudos do Ensino Fundamental e Ensino Médio, trazendo novas ferramentas para o professor. Esta exposição que apresentamos na Bienal explora várias facetas da matemática que podem ser utilizadas na aproximação com o público: o lúdico, o apelo estético, as aplicações na vida cotidiana. Esperamos que se divirtam com a visita! Quem sabe, sirva também como um incentivo para criarem seus próprios objetos matemáticos.
Horário/LocalMágicas interativas com fundamentação matemática: truques de magia e diversões matemáticas
Expositor: Pedro Luiz Aparecido Malagutti
Autor: Pedro Luiz Aparecido Malagutti e João Carlos Vieira Sampaio
Instituição: Universidade Federal de São Carlos
8h30 – 12h00 e 14h00 – 18h30 BCo – HallResumo: A arte de adivinhar ou prever números e cálculos aritméticos faz parte de nossa cultura matemática desde a primeira infância. Autores consagrados tem dedicado seu tempo a escrever livros sobre truques aritméticos de efeitos mágicos, dirigidos a audiências de todas as idades, baseados em propriedades, às vezes insuspeitas, advindas da teoria dos números. A arte de trabalhar com barbantes, para construir figuras, é parte do folclore de quase todas as culturas primitivas. Por séculos os homens desenvolveram esta arte com um grau de sofisticação comparável à arte do origami, realizada até hoje no Japão. Milhares de padrões e truques foram inventados, e esta arte parece encantar as crianças até hoje, principalmente se acompanhada de lendas e mistérios. Ela também é fonte de integração e sociabilidade. Pretende-se desenvolver ainda, nesta oficina, várias brincadeiras envolvendo geometria, topologia geométrica e lógica.
Horário/LocalMatemática marker: jogos, quebra-cabeças e outros materiais pedagógicos
Expositor: Diego Lieban
Autores: Cláudia Brum de Oliveira Fogliarini Filha; Claudiomir Feustler Rodrigues de Siqueira e Diego Lieban
Instituição: Instituto Federal do Rio Grande do Sul – Campus Bento Gonçalves
8h30 – 12h00 e 14h00 – 18h30 NFP – 03Resumo: Nesta exposição pretendemos apresentar o desenvolvimento e os resultados parciais alcançados pela implementação do projeto intitulado: Clube da Matemática como ambiente de aprendizagem e Espaço de Formação Docente, no contexto da cooperação firmada entre a Universidade Federal Fluminense (UFF) e a Prefeitura Municipal de Niterói (PMN). Desta forma, a partir do contexto geral, faremos uma breve descrição do projeto, um panorama das etapas realizadas e exposição das atividades desenvolvidas até o presente momento. A implementação do projeto se iniciou por meio de pesquisa bibliográfica, com o objetivo de consolidar o suporte teórico e conceber a formatação do Clube que virá a ser consolidado nas etapas posteriores. A partir da ampliação destas pesquisas têm sido produzidas cerca de 100 (cem) atividades de ensino, formando um arcabouço de possibilidades didáticas, podendo ser vistas como ferramentas para construção de espaços de aprendizagem e vivência matemática nas Unidades Escolares. As atividades elaboradas estão disponibilizadas no site www.clubedamatematica.com.
Horário/LocalMuseu da matemática UFMG: divulgação e popularização da matemática por meio da matemática recreativa
Expositora: Júlia da Mata Gonçalves Dias
Autora: Universidade Federal de Minas Gerais
Instituição: Universidade Federal de Minas Gerais
8h30 – 12h00 e 14h00 – 18h30 NFP – 03Resumo: A Matemática Recreativa é uma abordagem metodológica em Educação Matemática que, entre outras razões, surgiu como recurso pedagógico na busca por melhorias e renovações para os materiais e métodos de ensino dentro desse campo. Nesse sentido, o Museu da Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais atua com o objetivo de promover e divulgar a Matemática Recreativa, extrapolando os limites da sala de aula e trabalhando como divulgador e desmitificador da Matemática para os mais diversos públicos. Assim, esta exposição pretende compartilhar de forma prática as experiências das visitas ao Museu, replicando-as para os participantes do evento, promovendo, também, uma reflexão sobre a metodologia que trabalhamos, que desconstrói a representação do ensino-aprendizagem da Matemática limitadamente a vias mecânicas, abstratas e formais. Tais experiências têm mostrado que a interação com quebra-cabeças, jogos de tabuleiro, desafios lógicos, entre outros materiais de nosso acervo, promove uma percepção positiva da Matemática e enriquece a nossa formação inicial e é essa vivência que pretendemos proporcionar aos participantes da Bienal da Matemática: um momento de diversão e formação.
Horário/LocalTrigonovan
Expositor: Vanderlei Perpétuo Vaz
Autor: Vanderlei Perpétuo Vaz
Instituição: Colégio Ressurreição
8h30 – 12h00 e 14h00 – 18h30
NFP – Saguão
Resumo: Trigonovan trata-se de um material pedagógico desenvolvido para facilitar o ensino/aprendizagem de trigonometria no Ensino Médio. Ao utilizá-lo, o professor levará o aluno a entender as especificidades das funções seno, cosseno e tangente, bem como compreender o comportamento do esboço gráfico de cada uma delas no plano cartesiano.

Terça-feira – 30/07/2024

Horário/LocalArquimedes, Cavalieri e o volume da esfera
Expositor: Rafael de Lima Moreira
Autores: Gutemberg Pinheiro Lima, Rafael de Lima Moreira e Yan Xavier Souza
Instituição: Gutemberg Pinheiro Lima, Rafael de Lima Moreira e Yan Xavier Souza
8h30 – 12h00 e 14h00 – 18h30 NFP – 03Resumo: Na abordagem do Princípio de Cavalieri, foi elaborada uma sequência de atividades para realizar a dedução do volume de uma esfera refletindo-se sobre as ideias de Arquimedes para, assim, determiná-la a partir do volume de uma anticlépsidra. Dessa maneira, todos os estudantes tem a oportunidade de aplicar conceitos teóricos em uma situação prática e envolvente, relacionando diversas tecnologias com a abstração matemática inerente ao estudo dos temas citados. Com uma estrutura de aulas adaptável e utilização de recursos compartilhados, podemos realizar a referida proposta com poucos insumos utilizando apenas uma impressora 3D, sendo possível reutilizar os materiais produzidos em turmas subsequentes. Após uma revisão prévia de tópicos de Geometria, foram desenvolvidos modelos tridimensionais na plataforma Tinkercad para impressão 3D, possibilitando a verificação do Princípio de Cavalieri nos cortes transversais previamente confeccionados. Assim, os estudantes podem comprovar tais relações e suas implicações de maneira prática, assegurando uma aprendizagem significativa, equitativa e dinâmica.
Horário/LocalO clube de matemática como ambiente de aprendizagem e espaço de formação docente
Expositora: Ana Paula Cabral Couto Pereira
Autores: Ana Paula Cabral Couto Pereira; Vinicius Mendes Couto Pereira
Instituição: Universidade Federal Fluminense
8h30 – 12h00 e 14h00 – 18h30 NFP – 01Resumo: Nesta exposição pretendemos apresentar o desenvolvimento e os resultados parciais alcançados pela implementação do projeto intitulado: Clube da Matemática como ambiente de aprendizagem e Espaço de Formação Docente, no contexto da cooperação firmada entre a Universidade Federal Fluminense (UFF) e a Prefeitura Municipal de Niterói (PMN). Desta forma, a partir do contexto geral, faremos uma breve descrição do projeto, um panorama das etapas realizadas e exposição das atividades desenvolvidas até o presente momento. A implementação do projeto se iniciou por meio de pesquisa bibliográfica, com o objetivo de consolidar o suporte teórico e conceber a formatação do Clube que virá a ser consolidado nas etapas posteriores. A partir da ampliação destas pesquisas têm sido produzidas cerca de 100 (cem) atividades de ensino, formando um arcabouço de possibilidades didáticas, podendo ser vistas como ferramentas para construção de espaços de aprendizagem e vivência matemática nas Unidades Escolares. As atividades elaboradas estão disponibilizadas no site www.clubedamatematica.com.
Horário/LocalMatemateca
Expositora: Deborah Raphael
Instituição: Universidade de São Paulo
8h30 – 12h00 e 14h00 – 18h30 NFP – 03Resumo: A Matemateca do IME/USP construiu um grande acervo de “objetos matemáticos” que procura aproximar o público geral da matemática. Em particular, muitas peças expositivas podem ser exploradas no desenvolvimento de conteudos do Ensino Fundamental e Ensino Médio, trazendo novas ferramentas para o professor. Esta exposição que apresentamos na Bienal explora várias facetas da matemática que podem ser utilizadas na aproximação com o público: o lúdico, o apelo estético, as aplicações na vida cotidiana. Esperamos que se divirtam com a visita! Quem sabe, sirva também como um incentivo para criarem seus próprios objetos matemáticos.
Horário/LocalMágicas interativas com fundamentação matemática: truques de magia e diversões matemáticas
Expositor: Pedro Luiz Aparecido Malagutti
Autor: Pedro Luiz Aparecido Malagutti e João Carlos Vieira Sampaio
Instituição: Universidade Federal de São Carlos
8h30 – 12h00 e 14h00 – 18h30 BCo – HallResumo: A arte de adivinhar ou prever números e cálculos aritméticos faz parte de nossa cultura matemática desde a primeira infância. Autores consagrados tem dedicado seu tempo a escrever livros sobre truques aritméticos de efeitos mágicos, dirigidos a audiências de todas as idades, baseados em propriedades, às vezes insuspeitas, advindas da teoria dos números. A arte de trabalhar com barbantes, para construir figuras, é parte do folclore de quase todas as culturas primitivas. Por séculos os homens desenvolveram esta arte com um grau de sofisticação comparável à arte do origami, realizada até hoje no Japão. Milhares de padrões e truques foram inventados, e esta arte parece encantar as crianças até hoje, principalmente se acompanhada de lendas e mistérios. Ela também é fonte de integração e sociabilidade. Pretende-se desenvolver ainda, nesta oficina, várias brincadeiras envolvendo geometria, topologia geométrica e lógica.
Horário/LocalMatemática marker: jogos, quebra-cabeças e outros materiais pedagógicos
Expositor: Diego Lieban
Autores: Cláudia Brum de Oliveira Fogliarini Filha; Claudiomir Feustler Rodrigues de Siqueira e Diego Lieban
Instituição: Instituto Federal do Rio Grande do Sul – Campus Bento Gonçalves
8h30 – 12h00 e 14h00 – 18h30 NFP – 03Resumo: Nesta exposição pretendemos apresentar o desenvolvimento e os resultados parciais alcançados pela implementação do projeto intitulado: Clube da Matemática como ambiente de aprendizagem e Espaço de Formação Docente, no contexto da cooperação firmada entre a Universidade Federal Fluminense (UFF) e a Prefeitura Municipal de Niterói (PMN). Desta forma, a partir do contexto geral, faremos uma breve descrição do projeto, um panorama das etapas realizadas e exposição das atividades desenvolvidas até o presente momento. A implementação do projeto se iniciou por meio de pesquisa bibliográfica, com o objetivo de consolidar o suporte teórico e conceber a formatação do Clube que virá a ser consolidado nas etapas posteriores. A partir da ampliação destas pesquisas têm sido produzidas cerca de 100 (cem) atividades de ensino, formando um arcabouço de possibilidades didáticas, podendo ser vistas como ferramentas para construção de espaços de aprendizagem e vivência matemática nas Unidades Escolares. As atividades elaboradas estão disponibilizadas no site www.clubedamatematica.com.
Horário/LocalMuseu da matemática UFMG: divulgação e popularização da matemática por meio da matemática recreativa
Expositora: Júlia da Mata Gonçalves Dias
Autora: Universidade Federal de Minas Gerais
Instituição: Universidade Federal de Minas Gerais
8h30 – 12h00 e 14h00 – 18h30 NFP – 03Resumo: A Matemática Recreativa é uma abordagem metodológica em Educação Matemática que, entre outras razões, surgiu como recurso pedagógico na busca por melhorias e renovações para os materiais e métodos de ensino dentro desse campo. Nesse sentido, o Museu da Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais atua com o objetivo de promover e divulgar a Matemática Recreativa, extrapolando os limites da sala de aula e trabalhando como divulgador e desmitificador da Matemática para os mais diversos públicos. Assim, esta exposição pretende compartilhar de forma prática as experiências das visitas ao Museu, replicando-as para os participantes do evento, promovendo, também, uma reflexão sobre a metodologia que trabalhamos, que desconstrói a representação do ensino-aprendizagem da Matemática limitadamente a vias mecânicas, abstratas e formais. Tais experiências têm mostrado que a interação com quebra-cabeças, jogos de tabuleiro, desafios lógicos, entre outros materiais de nosso acervo, promove uma percepção positiva da Matemática e enriquece a nossa formação inicial e é essa vivência que pretendemos proporcionar aos participantes da Bienal da Matemática: um momento de diversão e formação.
Horário/LocalTrigonovan
Expositor: Vanderlei Perpétuo Vaz
Autor: Vanderlei Perpétuo Vaz
Instituição: Colégio Ressurreição
8h30 – 12h00 e 14h00 – 18h30 NFP – SaguãoResumo: Trigonovan trata-se de um material pedagógico desenvolvido para facilitar o ensino/aprendizagem de trigonometria no Ensino Médio. Ao utilizá-lo, o professor levará o aluno a entender as especificidades das funções seno, cosseno e tangente, bem como compreender o comportamento do esboço gráfico de cada uma delas no plano cartesiano.

Quarta-feira – 31/07/2024

Horário/LocalArquimedes, Cavalieri e o volume da esfera
Expositor: Rafael de Lima Moreira
Autores: Gutemberg Pinheiro Lima, Rafael de Lima Moreira e Yan Xavier Souza
Instituição: Gutemberg Pinheiro Lima, Rafael de Lima Moreira e Yan Xavier Souza
8h30 – 12h00 e 14h00 – 18h30 NFP – 03Resumo: Na abordagem do Princípio de Cavalieri, foi elaborada uma sequência de atividades para realizar a dedução do volume de uma esfera refletindo-se sobre as ideias de Arquimedes para, assim, determiná-la a partir do volume de uma anticlépsidra. Dessa maneira, todos os estudantes tem a oportunidade de aplicar conceitos teóricos em uma situação prática e envolvente, relacionando diversas tecnologias com a abstração matemática inerente ao estudo dos temas citados. Com uma estrutura de aulas adaptável e utilização de recursos compartilhados, podemos realizar a referida proposta com poucos insumos utilizando apenas uma impressora 3D, sendo possível reutilizar os materiais produzidos em turmas subsequentes. Após uma revisão prévia de tópicos de Geometria, foram desenvolvidos modelos tridimensionais na plataforma Tinkercad para impressão 3D, possibilitando a verificação do Princípio de Cavalieri nos cortes transversais previamente confeccionados. Assim, os estudantes podem comprovar tais relações e suas implicações de maneira prática, assegurando uma aprendizagem significativa, equitativa e dinâmica.
Horário/LocalO clube de matemática como ambiente de aprendizagem e espaço de formação docente
Expositora: Ana Paula Cabral Couto Pereira
Autores: Ana Paula Cabral Couto Pereira; Vinicius Mendes Couto Pereira
Instituição: Universidade Federal Fluminense
8h30 – 12h00 e 14h00 – 18h30 NFP – 01Resumo: Nesta exposição pretendemos apresentar o desenvolvimento e os resultados parciais alcançados pela implementação do projeto intitulado: Clube da Matemática como ambiente de aprendizagem e Espaço de Formação Docente, no contexto da cooperação firmada entre a Universidade Federal Fluminense (UFF) e a Prefeitura Municipal de Niterói (PMN). Desta forma, a partir do contexto geral, faremos uma breve descrição do projeto, um panorama das etapas realizadas e exposição das atividades desenvolvidas até o presente momento. A implementação do projeto se iniciou por meio de pesquisa bibliográfica, com o objetivo de consolidar o suporte teórico e conceber a formatação do Clube que virá a ser consolidado nas etapas posteriores. A partir da ampliação destas pesquisas têm sido produzidas cerca de 100 (cem) atividades de ensino, formando um arcabouço de possibilidades didáticas, podendo ser vistas como ferramentas para construção de espaços de aprendizagem e vivência matemática nas Unidades Escolares. As atividades elaboradas estão disponibilizadas no site www.clubedamatematica.com.
Horário/LocalMatemateca
Expositora: Deborah Raphael
Instituição: Universidade de São Paulo
8h30 – 12h00 e 14h00 – 18h30 NFP – 03Resumo: A Matemateca do IME/USP construiu um grande acervo de “objetos matemáticos” que procura aproximar o público geral da matemática. Em particular, muitas peças expositivas podem ser exploradas no desenvolvimento de conteudos do Ensino Fundamental e Ensino Médio, trazendo novas ferramentas para o professor. Esta exposição que apresentamos na Bienal explora várias facetas da matemática que podem ser utilizadas na aproximação com o público: o lúdico, o apelo estético, as aplicações na vida cotidiana. Esperamos que se divirtam com a visita! Quem sabe, sirva também como um incentivo para criarem seus próprios objetos matemáticos.
Horário/LocalMágicas interativas com fundamentação matemática: truques de magia e diversões matemáticas
Expositor: Pedro Luiz Aparecido Malagutti
Autor: Pedro Luiz Aparecido Malagutti e João Carlos Vieira Sampaio
Instituição: Universidade Federal de São Carlos
8h30 – 12h00 e 14h00 – 18h30 BCo – HallResumo: A arte de adivinhar ou prever números e cálculos aritméticos faz parte de nossa cultura matemática desde a primeira infância. Autores consagrados tem dedicado seu tempo a escrever livros sobre truques aritméticos de efeitos mágicos, dirigidos a audiências de todas as idades, baseados em propriedades, às vezes insuspeitas, advindas da teoria dos números. A arte de trabalhar com barbantes, para construir figuras, é parte do folclore de quase todas as culturas primitivas. Por séculos os homens desenvolveram esta arte com um grau de sofisticação comparável à arte do origami, realizada até hoje no Japão. Milhares de padrões e truques foram inventados, e esta arte parece encantar as crianças até hoje, principalmente se acompanhada de lendas e mistérios. Ela também é fonte de integração e sociabilidade. Pretende-se desenvolver ainda, nesta oficina, várias brincadeiras envolvendo geometria, topologia geométrica e lógica.
Horário/LocalMuseu da matemática UFMG: divulgação e popularização da matemática por meio da matemática recreativa
Expositora: Júlia da Mata Gonçalves Dias
Autora: Universidade Federal de Minas Gerais
Instituição: Universidade Federal de Minas Gerais
8h30 – 12h00 e 14h00 – 18h30
NFP – Saguão
Resumo: A Matemática Recreativa é uma abordagem metodológica em Educação Matemática que, entre outras razões, surgiu como recurso pedagógico na busca por melhorias e renovações para os materiais e métodos de ensino dentro desse campo. Nesse sentido, o Museu da Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais atua com o objetivo de promover e divulgar a Matemática Recreativa, extrapolando os limites da sala de aula e trabalhando como divulgador e desmitificador da Matemática para os mais diversos públicos. Assim, esta exposição pretende compartilhar de forma prática as experiências das visitas ao Museu, replicando-as para os participantes do evento, promovendo, também, uma reflexão sobre a metodologia que trabalhamos, que desconstrói a representação do ensino-aprendizagem da Matemática limitadamente a vias mecânicas, abstratas e formais. Tais experiências têm mostrado que a interação com quebra-cabeças, jogos de tabuleiro, desafios lógicos, entre outros materiais de nosso acervo, promove uma percepção positiva da Matemática e enriquece a nossa formação inicial e é essa vivência que pretendemos proporcionar aos participantes da Bienal da Matemática: um momento de diversão e formação.

Quinta-feira – 01/08/2024

Horário/LocalO Ábaco dos Inteiros, concreto e virtual, e os tijolos táteis
Expositor: Cydara Cavedon Ripoll
Autoras: Cydara Cavedon Ripoll; Franciele Marciane Meinerz Wermann; Vanessa Pacheco Blumberg e Luisa Rodriguez Doering
Instituição: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
8h30 – 12h00 e 14h00 – 18h30
NFP – 03
Resumo: Nesta exposição serão apresentadas as ferramentas Ábaco (físico) dos Números Inteiros, Ábaco Virtual dos Números Inteiros e os Tijolos Táteis, com as quais é possível abordar as infinitas representações com os números inteiros e as operações de adição, subtração e multiplicação. A ferramenta Tijolos Táteis é um material tátil acessível também a estudantes com deficiência visual possibilitando, assim, uma efetiva inclusão em uma sala de aula comum. Durante a exposição, participantes serão desafiados a refletir, a criar conjecturas, a descobrir e a deduzir as chamadas regras de sinais dessas operações, bem como a resolver equações lineares com os Tijolos Táteis.
Horário/LocalArquimedes, Cavalieri e o volume da esfera
Expositor: Rafael de Lima Moreira
Autores: Gutemberg Pinheiro Lima, Rafael de Lima Moreira e Yan Xavier Souza
Instituição: Gutemberg Pinheiro Lima, Rafael de Lima Moreira e Yan Xavier Souza
8h30 – 12h00 e 14h00 – 18h30
NFP – 03
Resumo: Na abordagem do Princípio de Cavalieri, foi elaborada uma sequência de atividades para realizar a dedução do volume de uma esfera refletindo-se sobre as ideias de Arquimedes para, assim, determiná-la a partir do volume de uma anticlépsidra. Dessa maneira, todos os estudantes tem a oportunidade de aplicar conceitos teóricos em uma situação prática e envolvente, relacionando diversas tecnologias com a abstração matemática inerente ao estudo dos temas citados. Com uma estrutura de aulas adaptável e utilização de recursos compartilhados, podemos realizar a referida proposta com poucos insumos utilizando apenas uma impressora 3D, sendo possível reutilizar os materiais produzidos em turmas subsequentes. Após uma revisão prévia de tópicos de Geometria, foram desenvolvidos modelos tridimensionais na plataforma Tinkercad para impressão 3D, possibilitando a verificação do Princípio de Cavalieri nos cortes transversais previamente confeccionados. Assim, os estudantes podem comprovar tais relações e suas implicações de maneira prática, assegurando uma aprendizagem significativa, equitativa e dinâmica.
Horário/LocalO clube de matemática como ambiente de aprendizagem e espaço de formação docente
Expositora: Ana Paula Cabral Couto Pereira
Autores: Ana Paula Cabral Couto Pereira; Vinicius Mendes Couto Pereira
Instituição: Universidade Federal Fluminense
8h30 – 12h00 e 14h00 – 18h30
NFP – 01
Resumo: Nesta exposição pretendemos apresentar o desenvolvimento e os resultados parciais alcançados pela implementação do projeto intitulado: Clube da Matemática como ambiente de aprendizagem e Espaço de Formação Docente, no contexto da cooperação firmada entre a Universidade Federal Fluminense (UFF) e a Prefeitura Municipal de Niterói (PMN). Desta forma, a partir do contexto geral, faremos uma breve descrição do projeto, um panorama das etapas realizadas e exposição das atividades desenvolvidas até o presente momento. A implementação do projeto se iniciou por meio de pesquisa bibliográfica, com o objetivo de consolidar o suporte teórico e conceber a formatação do Clube que virá a ser consolidado nas etapas posteriores. A partir da ampliação destas pesquisas têm sido produzidas cerca de 100 (cem) atividades de ensino, formando um arcabouço de possibilidades didáticas, podendo ser vistas como ferramentas para construção de espaços de aprendizagem e vivência matemática nas Unidades Escolares. As atividades elaboradas estão disponibilizadas no site www.clubedamatematica.com.
Horário/LocalMatemateca
Expositora: Deborah Raphael
Instituição: Universidade de São Paulo
8h30 – 12h00 e 14h00 – 18h30
NFP – 03
Resumo: A Matemateca do IME/USP construiu um grande acervo de “objetos matemáticos” que procura aproximar o público geral da matemática. Em particular, muitas peças expositivas podem ser exploradas no desenvolvimento de conteudos do Ensino Fundamental e Ensino Médio, trazendo novas ferramentas para o professor. Esta exposição que apresentamos na Bienal explora várias facetas da matemática que podem ser utilizadas na aproximação com o público: o lúdico, o apelo estético, as aplicações na vida cotidiana. Esperamos que se divirtam com a visita! Quem sabe, sirva também como um incentivo para criarem seus próprios objetos matemáticos.
Horário/LocalMágicas interativas com fundamentação matemática: truques de magia e diversões matemáticas
Expositor: Pedro Luiz Aparecido Malagutti
Autor: Pedro Luiz Aparecido Malagutti e João Carlos Vieira Sampaio
Instituição: Universidade Federal de São Carlos
8h30 – 12h00 e 14h00 – 18h30
BCo – Hall
Resumo: A arte de adivinhar ou prever números e cálculos aritméticos faz parte de nossa cultura matemática desde a primeira infância. Autores consagrados tem dedicado seu tempo a escrever livros sobre truques aritméticos de efeitos mágicos, dirigidos a audiências de todas as idades, baseados em propriedades, às vezes insuspeitas, advindas da teoria dos números. A arte de trabalhar com barbantes, para construir figuras, é parte do folclore de quase todas as culturas primitivas. Por séculos os homens desenvolveram esta arte com um grau de sofisticação comparável à arte do origami, realizada até hoje no Japão. Milhares de padrões e truques foram inventados, e esta arte parece encantar as crianças até hoje, principalmente se acompanhada de lendas e mistérios. Ela também é fonte de integração e sociabilidade. Pretende-se desenvolver ainda, nesta oficina, várias brincadeiras envolvendo geometria, topologia geométrica e lógica.
Horário/LocalObservando o céu e matematicando
Expositor: José Antonio Salvador
Autores: Vitor P. C. Lima; Jéssica A. C. Farto; Eron V. Trindade e José Antonio Salvador
Instituição: Universidade Federal de São Carlos
8h30 – 12h00 e 14h00 – 18h30
Observatório
Resumo: Desde as civilizações antigas, observar o mundo ao nosso redor sempre foi uma prática comum. O céu, em particular, despertou grande curiosidade e teve múltiplas utilidades para os povos antigos, como a determinação do tempo, a previsão das épocas de plantio e colheita, e até mesmo a navegação geográfica. Com o advento das lunetas, introduzidas por Galileu, nossa visão do cosmos se expandiu consideravelmente. Com telescópios cada vez mais poderosos, nossa compreensão do universo também se aprimorou significativamente.

Sexta-feira – 02/08/2024

Horário/LocalO Ábaco dos Inteiros, concreto e virtual, e os tijolos táteis
Expositor: Cydara Cavedon Ripoll
Autoras: Cydara Cavedon Ripoll; Franciele Marciane Meinerz Wermann; Vanessa Pacheco Blumberg e Luisa Rodriguez Doering
Instituição: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
8h30 – 12h00 e 14h00 – 18h30
NFP – 03
Resumo: Nesta exposição serão apresentadas as ferramentas Ábaco (físico) dos Números Inteiros, Ábaco Virtual dos Números Inteiros e os Tijolos Táteis, com as quais é possível abordar as infinitas representações com os números inteiros e as operações de adição, subtração e multiplicação. A ferramenta Tijolos Táteis é um material tátil acessível também a estudantes com deficiência visual possibilitando, assim, uma efetiva inclusão em uma sala de aula comum. Durante a exposição, participantes serão desafiados a refletir, a criar conjecturas, a descobrir e a deduzir as chamadas regras de sinais dessas operações, bem como a resolver equações lineares com os Tijolos Táteis.
Horário/LocalArquimedes, Cavalieri e o volume da esfera
Expositor: Rafael de Lima Moreira
Autores: Gutemberg Pinheiro Lima, Rafael de Lima Moreira e Yan Xavier Souza
Instituição: Gutemberg Pinheiro Lima, Rafael de Lima Moreira e Yan Xavier Souza
8h30 – 12h00 e 14h00 – 18h30
NFP – 03
Resumo: Na abordagem do Princípio de Cavalieri, foi elaborada uma sequência de atividades para realizar a dedução do volume de uma esfera refletindo-se sobre as ideias de Arquimedes para, assim, determiná-la a partir do volume de uma anticlépsidra. Dessa maneira, todos os estudantes tem a oportunidade de aplicar conceitos teóricos em uma situação prática e envolvente, relacionando diversas tecnologias com a abstração matemática inerente ao estudo dos temas citados. Com uma estrutura de aulas adaptável e utilização de recursos compartilhados, podemos realizar a referida proposta com poucos insumos utilizando apenas uma impressora 3D, sendo possível reutilizar os materiais produzidos em turmas subsequentes. Após uma revisão prévia de tópicos de Geometria, foram desenvolvidos modelos tridimensionais na plataforma Tinkercad para impressão 3D, possibilitando a verificação do Princípio de Cavalieri nos cortes transversais previamente confeccionados. Assim, os estudantes podem comprovar tais relações e suas implicações de maneira prática, assegurando uma aprendizagem significativa, equitativa e dinâmica.
Horário/LocalO clube de matemática como ambiente de aprendizagem e espaço de formação docente
Expositora: Ana Paula Cabral Couto Pereira
Autores: Ana Paula Cabral Couto Pereira; Vinicius Mendes Couto Pereira
Instituição: Universidade Federal Fluminense
8h30 – 12h00 e 14h00 – 18h30
NFP – 01
Resumo: Nesta exposição pretendemos apresentar o desenvolvimento e os resultados parciais alcançados pela implementação do projeto intitulado: Clube da Matemática como ambiente de aprendizagem e Espaço de Formação Docente, no contexto da cooperação firmada entre a Universidade Federal Fluminense (UFF) e a Prefeitura Municipal de Niterói (PMN). Desta forma, a partir do contexto geral, faremos uma breve descrição do projeto, um panorama das etapas realizadas e exposição das atividades desenvolvidas até o presente momento. A implementação do projeto se iniciou por meio de pesquisa bibliográfica, com o objetivo de consolidar o suporte teórico e conceber a formatação do Clube que virá a ser consolidado nas etapas posteriores. A partir da ampliação destas pesquisas têm sido produzidas cerca de 100 (cem) atividades de ensino, formando um arcabouço de possibilidades didáticas, podendo ser vistas como ferramentas para construção de espaços de aprendizagem e vivência matemática nas Unidades Escolares. As atividades elaboradas estão disponibilizadas no site www.clubedamatematica.com.
Horário/LocalMatemateca
Expositora: Deborah Raphael
Instituição: Universidade de São Paulo
8h30 – 12h00 e 14h00 – 18h30
NFP – 03
Resumo: A Matemateca do IME/USP construiu um grande acervo de “objetos matemáticos” que procura aproximar o público geral da matemática. Em particular, muitas peças expositivas podem ser exploradas no desenvolvimento de conteudos do Ensino Fundamental e Ensino Médio, trazendo novas ferramentas para o professor. Esta exposição que apresentamos na Bienal explora várias facetas da matemática que podem ser utilizadas na aproximação com o público: o lúdico, o apelo estético, as aplicações na vida cotidiana. Esperamos que se divirtam com a visita! Quem sabe, sirva também como um incentivo para criarem seus próprios objetos matemáticos.
Horário/LocalMágicas interativas com fundamentação matemática: truques de magia e diversões matemáticas
Expositor: Pedro Luiz Aparecido Malagutti
Autor: Pedro Luiz Aparecido Malagutti e João Carlos Vieira Sampaio
Instituição: Universidade Federal de São Carlos
8h30 – 12h00 e 14h00 – 18h30
BCo – Hall
Resumo: A arte de adivinhar ou prever números e cálculos aritméticos faz parte de nossa cultura matemática desde a primeira infância. Autores consagrados tem dedicado seu tempo a escrever livros sobre truques aritméticos de efeitos mágicos, dirigidos a audiências de todas as idades, baseados em propriedades, às vezes insuspeitas, advindas da teoria dos números. A arte de trabalhar com barbantes, para construir figuras, é parte do folclore de quase todas as culturas primitivas. Por séculos os homens desenvolveram esta arte com um grau de sofisticação comparável à arte do origami, realizada até hoje no Japão. Milhares de padrões e truques foram inventados, e esta arte parece encantar as crianças até hoje, principalmente se acompanhada de lendas e mistérios. Ela também é fonte de integração e sociabilidade. Pretende-se desenvolver ainda, nesta oficina, várias brincadeiras envolvendo geometria, topologia geométrica e lógica.